Café com a Direção! Encontro presencial reúne país, responsáveis e membros do #TimeCarbonell!

Café com a Direção! Encontro presencial reúne país, responsáveis e membros do #TimeCarbonell!

☕ CAFÉ COM A DIREÇÃO!
Encontro reúne país, responsáveis e membros do #TimeCarbonell ✨
Texto de Raquel Favatto, Mãe e Colaboradora. 💕
“Dando continuidade à temática principal – O mundo em que vivemos – escolhida para as conversas de 2021 do Café com a Direção, em 30/08 o encontro se deu à volta de uma imagem trazida para que os participantes expusessem o que lhe remetia, resultando em uma profunda reflexão, novamente de maneira presencial nas dependências do Colégio.
A tônica da noite ficou por conta de tantas interpretações diferentes, expressão da pluralidade do nosso interior e de como vemos o mundo a partir de nossa perspectiva.
O que para alguns significa o medo que aprisiona, zona de conforto e a sensação de não conseguir sair do lugar ou dar o próximo passo, para outros a imagem demonstrava as inúmeras possibilidades do que se pode alcançar, a segurança de ter para onde voltar ou, ainda, ousadia e coragem.
Como a mantenedora do Carbonell, Andréa Lourenço, sempre enfatiza na abertura dos encontros, não há certo ou errado nessas discussões. O significado é individual: o que a gaiola representa para cada um denota a maneira como a imagem é interpretada.
Traçando um paralelo com a pandemia que ainda se faz presente em nosso dia a dia, foi exposta também a teoria da “Síndrome da Gaiola”, termo cunhado pelo psiquiatra Gabriel Lopes em alusão aos pássaros que não deixam o cativeiro, assim como as crianças e jovens que, depois de tanto tempo em isolamento, estão cada vez mais demonstrando dificuldades em se adaptar novamente ao mundo exterior.
A reflexão sobre a dificuldade, enquanto pais, de identificar a linha tênue entre o aprisionar e soltar nossos filhos para o mundo esteve permeada por todo o encontro. O dilema entre a proteção e o incentivo a alçarem seus próprios voos, entre a segurança versus liberdade.
Não é tarefa fácil para nós, pais, mas a jornada fica mais leve quando podemos compartilhar nossos medos, anseios e angústias nesse espaço tão rico de troca.”